Joelho

localizacaoRua Coronel Irineu de Castro, 43 - CJ 1102

(11) 2672-2024 / (11) 2076-1069

Joelho

O que é?

A Artrite Gotosa, Doença dos Reis ou apenas Gota é um tipo de artrite que pode ocorrer em qualquer articulação do nosso corpo. Diferente da Osteoartrite (ou Artrose) ou da Artrite Reumatóide, a Gota é caracterizada pelo acúmulo de ácido úrico no sangue, formando cristais que vão causar irritação e consequentemente uma inflamação na articulação, levando a uma degradação da cartilagem articular. Quando acomete o joelho, esta patologia causa limitação e dor importante.

Existem dois tipos possíveis de Artrite Gotosa no Joelho: a uniarticular, que costuma se manter apenas em uma articulação do corpo; e a poliarticular, que se espalha pelo corpo podendo envolver mais de uma articulação em episódios repetidos de dor e de inflamação.

Nos dois casos, a Artrite Gotosa no Joelho se trata de uma doença muito dolorida e que pode inclusive chegar a impedir os movimentos normais do joelho, diminuindo a qualidade de vida do paciente.

Quais as causas?

A Gota está sempre relacionada à hiperuricemia, que nada mais é do que o aumento de ácido úrico no sangue. O nível elevado de ácido úrico pode ser causado tanto por uma produção desregulada e excessiva do organismo quanto pela dificuldade dos rins, da bile ou ainda dos sucos intestinais em eliminá-lo.

Essa disfunção faz com que o ácido úrico se acumule no líquido sinovial, que fica ao redor das articulações, e forme diversos cristais – levando a inflamação e inchaço da região.

Quanto ao alto nível de ácido úrico, são muitos os motivos que podem provocar essa alteração. A maioria deles está ligada a hábitos alimentares, apesar de também ocorrer por conta de outras condições como obesidade, uso excessivo de drogas – incluindo álcool – e até de alterações de hormônios que ocorrem na menopausa ou na puberdade.

Quem faz parte do grupo de risco?

Fazem parte do grupo de risco todas as pessoas com predisposição a hiperuricemia: pessoas obesas, mulheres na menopausa, homens durante a puberdade, pessoas com histórico familiar, pessoas com hipertensão, diabetes, colesterol alto, Arteriosclerose (condição que provoca o endurecimento ou perda da elasticidade das paredes das artérias) ou ainda pessoas que façam uso de medicamentos diuréticos.

Quais os sintomas?

A Gota costuma provocar dor aguda e intensa na região afetada, além de vermelhidão, queimação e inchaço, que são indícios claros da inflamação. Em alguns casos, pode haver perda dos movimentos da articulação. Os sintomas costumam ser muito fortes entre as primeiras 12 e 24 horas e podem durar desde horas, a dias e até semanas.

No caso da Artrite Gotosa no Joelho, é comum que a dor no joelho se espalhe e atinja também as pernas, coxas e pés. Caso os sintomas aparecerem também em outras articulações, pode se tratar de uma Artrite Gostosa crônica.

Como é feito o diagnóstico?

O paciente deve procurar imediatamente por um médico ortopedista no caso de repentina dor no joelho, sinais de vermelhidão, febre, inchaço ou queimação. É importante reparar e tentar listar todos os sintomas que apareceram e há quanto tempo, além de outras informações que podem estar relacionadas ao diagnóstico da Gota – como histórico familiar, medicamentos, casos de diabetes, hipertensão ou qualquer outra condição do tipo como as que já vimos antes.

O médico deve realizar um exame físico no próprio consultório antes ou depois da entrevista, para levantar todos os dados necessários. Ele poderá, ainda, pedir por alguns outros exames complementares que ajudarão para que o diagnóstico seja feito. Esses exames, geralmente, envolvem: análise de líquido sinovial, exames de sangue e urina para medir o nível de ácido úrico, radiografia do joelho e outras possíveis articulações afetadas e biópsia sinovial.

Até lá, pode ser indicado o uso de medicamentos que vão ajudar a aliviar os sintomas de imediato e associado ao tratamento fisioterápico, devolver certa mobilidade ao paciente.

Quais são as formas de tratamento disponíveis?

Existem algumas maneiras possíveis de tratar a Artrite Gotosa no Joelho. Na maioria dos casos, o médico solicitará o uso de medicamentos que ajudem a diminuir os efeitos, aliviando a dor e tratando a inflamação. O medico Reumatologista pode auxiliar no controle medicamentoso do nível de ácido úrico na corrente sanguínea, a fim de prevenir a sua recorrência.

É importante ressaltar, porém, que apenas o uso dos medicamentos não garante a recuperação completa do paciente. É necessário manter uma alimentação bem balanceada, beber água e evitar o consumo execessivo de álcool para manter o ácido úrico no nível certo. Esses cuidados valem tanto para o tratamento como para a prevenção da doença.

Quando a Gota evoluiu de forma crônica, pode ocasionar uma destruição da cartilagem do joelho, necessitando de tratamento cirúrgico, que pode variar desde uma artroscopia para limpeza dos cristais que estão no liquido sinovial, até uma artroplastia total do joelho (prótese), nos casos que a destruição foi muito intensa.

Horário de atendimento

Dr. Luiz Cláudio L. Rodrigues

segunda-feira 8:00 as 12:00 e das 19:30 as 21:00
terça-feira 8:00 as 12:00 e das 19:30 as 21:00
quarta-feira 19:30 as 21:00
quinta-feira 19:30 as 21:00
sexta-feira 8:00 as 12:00

Horário de atendimento

Dr. Luciano Peres

segunda-feira 15:30 as 17:00
terça-feira 19:00 as 20:00
quarta-feira 15:30 as 17:00
sexta-feira 15:30 as 17:00

Responsável Técnico

Dr. Luiz Cláudio Lacerda Rodrigues
CRM: 105944
Ortopedia - Coluna